Startups: Pará é reduto do empreendedorismo criativo

Uma ideia inovadora, determinação e arrojo. Junte a isso criatividade e um bom plano de negócios e você pode iniciar a sua própria startup. Não imagina o que seja isso? Pois saiba que você provavelmente já usou algum serviço oferecido por esse tipo de negócio, que se torna cada vez mais comum na economia brasileira. Aquele aplicativo que ajuda a pedir a pizza do fim de semana, o site que compara rapidamente preços de um mesmo produto e um sistema para organizar as finanças de uma empresa são cases de sucesso desse nicho.

O Pará é um dos poucos estados brasileiros a criar um ambiente favorável ao surgimento de startups. No Espaço Inovação, que fica no Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá, os donos dos negócios fazem coworking, isto é, trabalham compartilhando o mesmo espaço e recursos do escritório. A convivência ajuda no surgimento de ideias e cria um ambiente propício à criação. As divisórias da velha repartição deixam de existir. No lugar delas, surgem paredes com adesivos que dizem “Aqui existe inspiração”. É a arquitetura da criatividade.

O apoio governamental no surgimento do empreendedorismo criativo ganhará força com a regulamentação da Lei Estadual de Inovação, aprovada em outubro do ano passado pela Assembleia Legislativa, cuja minuta está em fase de preparação pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). Depois de regulamentada, a legislação permitirá ao Estado financiar, por subvenção econômica, startups. O suporte será essencial para que muitos negócios deslanchem.

 

Por Luiz Carlos Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here