Salão do Livro da Região sul e sudeste do Pará

Salão do LivroA partir do dia 27, o Carajás Centro de Convenções Leonildo Borges Rocha recebe o Salão do Livro da Região Sul e Sudeste do Pará, que agora integra o circuito da Feira Pan-Amazônica do Livro, que chega este ano à sua vigésima segunda edição. O outro salão, que também é extensão da Feira, em Belém, abrange a região do Baixo Amazonas.

Este ano, como vem acontecendo desde o primeiro evento, foram escolhidos um escritor como patrono e um país a ser homenageado, que são o poeta paraense Age de carvalho e a Colômbia. O Salão do Livro da Região Sul e Sudeste do Pará é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Prefeitura Municipal de Marabá. Para este evento, foi organizada uma programação diversificada com foco no livro e na literatura, dentro de um contexto, que é a Cultura materializada em outras expressões como música e teatro, por exemplo.

O Salão do Livro é um anseio antigo dessa região paraense. “Marabá é referência para o Sul e Sudeste, e com a instalação do Centro de Convenções, que oferece a infraestrutura necessária para um evento desse porte, a gente vai preencher essa lacuna”, diz Ana Catarina Britto, Diretora de Cultura da Secult, acrescentando que a programação será formada por autores que já participam da Feira Pan-Amazônica do Livro, mas a prioridade é para autores regionais. Só em Marabá a produção literária é muito significativa, como avalia o presidente da Associação de Escritores do Sul e Sudeste do Estado do Pará, Bertim Di Carmelita: “Só no município há mais de 30 escritores em atividade”.

O Salão do Livro da Região Sul e Sudeste vai reunir nomes bem conhecidos da literatura local, de Belém e do país. Esses autores estarão em várias programações feita de debates, encontros literários, e sessões de autógrafos. Entre esses escritores participarão os marabaenses Ademir Braz, Airton Souza, J. Bezerra. Eliane Soares, José Washington, de Itupiranga, e Rosa Peres, de Rondon do Pará, e Eleazar dos Santos Carrias.

Como convidados de Belém participam do salão literário os escritores Daniel Leite e Juracy Siqueira. De São Paulo, o educador e escritor Celso Antunes e Ignácio de Loyola Brandão.

Programação

No dia 27, abertura do Salão, às 19hs, terá as apresentações da Banda Marcial de Marabá, saudação do Povo Indígena Parkatejê, e o show musical do cantor Bruno Benitez e Banda Mundo Mambo, um espetáculo de músicas caribenhas. Após a abertura, o público vai assistir ainda o show musical “O Grito”, do cantor e compositor de Marabá Diego Aquino, inspirado noquadro de Munch, que trata de forma musical, poética e mística, as angústias da humanidade em geral e seu desespero existencial em meio ao caos social e político.

A programação traz no dia 28, diversos eventos, como, apresentação artística da Escola do Campo, roda de conversa sobre artes visuais com Galeria Vitória Barros em Marabá e o show musical “Salsa com Jambu”, com Bruno Benitez e Banda Mundo Mambo.

A dança é outro momento preparado para o e salão, no dia 29, com a Companhia de Dança de Tucuruí e o espetáculo de dança do ventre, além dos shows musicais musical: BAPE – Batidas com perfeição, Bateristas da GAP e Musicando; do Sarau Performático “Filhos da Terra” no qual artistas apresentam personagens históricos da cidade de Marabá e do cantor Clauber Martins Cantador; oficina sobre “Os encantos do Cordel”, nova roda de conversa que vai abordar a  Biblioterapia, que trata da terapia através da literatura e tem programa para as crianças com contação de histórias, cantigas de roda e brincadeiras tradicionais.

A poesia e a produção gráfica do escritor Age de Carvalho, homenageado este ano pela Feira Pan-Amazônica, será tema da palestra proferida por Mayara Ribeiro Guimarães, estudiosa da obra do autor e pelo jornalista e publicitário Rosenildo Franco. A segunda-feira dará início ao programa Papo Cabeça, que terá temas atuais voltados para assuntos polêmicos e atuais, com atividades até a sexta-feira, 04/05 e o primeiro encontro literário com os escritores Daniel da Rocha Leite, Jorge Washington e J. Bezerra. O dia se encerra com sessão de autógrafos desses autores e da escritora Eliane Soares. Haverá também atividades infantis.

O primeiro dia de maio, na terça-feira, traz o teatro para o centro das atividades com a apresentação teatral O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna e sessão de autógrafo com o educador e escritor paulista Celso Antunes, que, antes, estará no encontro literário, além do Sarau da Lua Cheia, tradicional evento realizado em Marabá; e contação de história.

No dia 2, na Arena das Artes, entra em cena a Orquestra da Fundação Casa da Cultura de Marabá e no encontro literário estarão Antonio Juraci Siqueira, Javier de Mayrabá e Zeca Tocantins. O público pode assistir o show musical Lírica Caipira e o país homenageado, a Colômbia será tema de seminário que apresentará a história e a literatura do país, que tem um dos maiores escritores do mundo, Gabriel Garcia Marques. Na sessão de autógrafos estarão os escritores Antonio Juraci Siqueira e Javier de Mayraba.

No dia 3, a Orquestra da Fundação Casa da Cultura de Marabá volta à Arena das Artes e o encontro literário reúne os escritores Airton Souza, Eleazar Carrias e Rosa Peres. Os visitantes do salão literário poderão ver o show musical “Língua Mãe”, com Zhumar de Nazaré e na Roda de Conversa o tema será “Memórias e narrativas do povo de cultura AkrãtiKatêjê, com exposição de Katia Cilene, Cacique Tonkyre e mediação da escritora Eliane Soares. Para a criançada terá sessão de cantigas de roda e contação de histórias. Da sessão de autógrafos participam os autores Airton Souza, Eliazar Cazia e Rosa Peres.

O dia 4, terá no Encontro Literário, o escritor e jornalista, autor paulista muito premiado e que tem mais de 40 livros escritos. Um dos mais populares é “O verde violentou o muro”, publicado enquanto havia o muro que dividia Berlim. Ignácio estará também na sessão de autógrafo.

O pocket show “Receita da felicidade: música e comida como expressão artística”, traz ao palco a banda GAP, na manhã do sábado e mais: o Teatro de bonecos, com o espetáculo “Jardim de Alice”, com o grupo Camapu, de Belém; o espetáculo infantil “Contar histórias: ato de encantar”, com a Trupe Historiar-te; show música e dança do Studio de Dança Flávio Fernandes & Nilva Burjark e nessa atmosfera de som e movimento, uma atração, também, imperdível é o encontro de cordelistas e o show “Conversa de poesia em cordel”. E não faltará atividade infantil com contação de histórias e cantigas de roda e brincadeiras tradicionais.

Finalizando o Salão do Livro do Sul e Sudeste do Pará, no dia 6 de maio, o Teatro de Bonecos do grupo Camapu apresentará o espetáculo “Borbô”, o show ”Uma voz e um violão”, com André Abreu; e o Circuito Sertanejo, com Dedê Alves e Banda fecha a programação musical. Para quem gosta de letras, o domingo terá uma oficina de Escrita Criativa, com o autor Airton Souza e para o público infantil atividades de contação de histórias, cantigas de roda e brincadeiras tradicionais

Credlivro

O Salão do Livro de Carajás é resultado de um convênio entre o Governo do Pará, via Secult, e Prefeitura de Marabá. O secretário Municipal de Cultura, José Scherer, explicou que o evento vai contar com várias atividades, contemplando não só a população do município. “Marabá já teve a feira do livro, e agora a gente está resgatando um desejo dos acadêmicos, da classe estudantil e sociedade em geral. Haverá uma série de atividades, como palestras, seminários, oficinas e shows. Uma programação muito intensa para a população da região. Nós vamos fazer contato com as prefeituras do entorno e também fazer a aquisição dos livros. Será disponibilizado um vale-livro, no valor de R$ 200,00, para cada professor da rede estadual de ensino, e também um no valor de R$ 150,00 para cada professor da rede municipal de ensino de Marabá”.

Salão do Livro
Centro de Convenções de Carajás (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado vai liberar o Credlivro para ser usado pelos professores das escolas da rede oficial de ensino no valor de R$ 400.000 que pode ser acessados por aproximadamente 2.000 professores dos 34 municípios das Regiões de Integração de Carajás, Araguaia e Lago de Tucuruí. O Credlivro é um programa de incentivo à leitura oriundo do “Programa de Fortalecimento de Ações de Fomento à Leitura” da Seduc, por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares (Siebe), criado em 2005 e, em 2013, virou Lei (Lei 7.775).

O Salão do Livro da Região Sul e Sudeste do Pará, realização do governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Prefeitura de Marabá, estará aberta no período de 27 de abril, às 19 horas e do dia 28 de abril a 6 de maio, das 9 às 22 horas. Entrada franca.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios