Bragança celebra Marujada em homenagem a São Benedito

Em Bragança, no nordeste do Pará, devotos encerram nesta terça-feira (26) a tradicional Marujada em homenagem a São Benedito, padroeiro do município. A festividade, que iniciou no dia 18 de dezembro, termina com a realização da grande procissão.

No início da manhã, uma missa campal foi realizada em frente à Igreja de São Benedito em Bragança. Dezenas de devotos se concentram no local, assim como as comitivas de esmolações – três grupos de “rezadores” que peregrinam com a imagem do santo negro de origem italiana por quase 8 meses pelas casas da região bragantina.

marujada

 

No percurso de 5km do cortejo, uma família de marujos acompanha a procissão com trajes típicos. Outros dois devotos usam roupas do próprio São Benedito, carregando a imagem do menino Jesus.

Em seguida, ao lado da igreja, no salão conhecido como Barraca da Marujada, é realizada a tradicional dança de marujos e marujas.

A imagem é levada pelos devotos até a igreja de São Benedito. Na procissão é usada uma réplica da imagem original de São Benedito, que tem 154 anos.

marujada

A 219ª edição da festa é promovida pela Irmandade da Marujada de São Benedito com a Diocese de Bragança. A irmandade da Marujada foi fundada em 1798, por 14 escravos africanos que viveram em Bragança. Eles receberam a permissão de seus senhores, na época, para criar a irmandade em homenagem ao seu protetor, São Benedito. Como agradecimento, os escravos dançaram os ritmos da Marujada na casa dos benfeitores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here