Educomunicação socioambiental

educomunicacaoAs ciências da Educação e da Comunicação há tempos propiciam consequências em nossas vidas. Esses saberes, por confluência, originaram um novo campo de conhecimento, a Educomunicação. São crescentes os estudos e ações sobre a educomunicação, na tentativa de estabelecer um diálogo transformando o receptor em editores da comunicação.  Com essa expansão, há também uma complementação na dimensão ambiental. Busca-se há quatro décadas essa dinâmica pelos meios de comunicação e a abordagem ambiental.

A ferramenta da educomunicação unida ao instrumento da educação ambiental possibilita uma dinâmica na difusão do diálogo para o conhecimento ambiental da sociedade; se faz um alicerce capaz de levar o aprendizado dos aspectos ambientais ao indivíduo.  Assim reflete em ações concretas e práticas, de forma a fortalecer o entendimento.

A educomunicação ambiental possibilita a construção do sujeito e da sua relação com  o  meio  ambiente.  Há a necessidade que  ela  seja construída,  por  meio  de instruções, para perceber as relações entre a nossa vida e a vida do Planeta. Realizar o diálogo  entre  os  saberes,  como  científica,  popular,  das  organizações  da  sociedade, empresarial ecologicamente responsável, educativos e a comunicação midiática.

Os recursos midiáticos influenciam a tomada de decisão e causam consequências nítidas  ao conhecimento da temática ambiental pela sociedade. Em decorrência dessas interferências, se faz urgente o uso da educomunicação ambiental no enfretamento do desafio de construir uma sociedade brasileira educada  e  educomunicando  ambientalmente  para  a  sustentabilidade,  promovendo mudanças que permeiem o cotidiano de todas as pessoas.

A Educomunicação está preocupada com a formação de receptores críticos e ativos perante as mensagens veiculadas pelos meios de comunicação e os processos comunicativos em que estão submersos, capazes de perceber processos de manipulação, bem como distinguir valores próprios dos veiculados pelos meios de comunicação.

educomunicaçãoA Educação Ambiental, por seu turno, vem propor, de modo ainda mais enfático e urgente, não apenas um papel, mas uma missão à educação: a de re-criar a sociedade com vistas à construção de uma sociedade mais justa e sustentável. Está preocupada com a formação de cidadãos capazes de atuar nas esferas da vida pública e política de modo a favorecer processos de transformação social. A crise ambiental, com as ameaças de escassez e esgotamento de recursos naturais, extinção de espécies, crise energética e aquecimento global; e, como resposta a ela, a Educação Ambiental, vem ampliar o rol de reivindicações sociais, antes centrados predominantemente na problemática das desigualdades sociais, para denunciar todo um modelo e processo de desenvolvimento econômico, responsável por um processo civilizatório que, além de socialmente injusto, mostrou-se altamente devastador.

É também importante ressaltar que os problemas ambientais são na realidade problemas sociais, pois que é a espécie humana quem agora corre perigo. Além disso, os problemas que precisamos enfrentar e trabalhar não são apenas os desequilíbrios ambientais são também os desequilíbrios sociais, daí a junção do social com o ambiental na expressão socioambiental ou socioambientalismo.

A urgência das questões ambientais exige e conquista diariamente maior envolvimento da população, dos setores produtivos, políticos, da mídia e da educação. Havendo, entretanto, apesar da massiva adesão às causas ambientais, diferenças ideológicas e formas de se lidar com essas questões, conforme interesses dos grupos e/ou setores envolvidos, conforme a compreensão, ideologia e a área de atuação de cada um.

educomunicaçãoO que se vem propondo para o campo da Educomunicação Socioambiental está identificado com as linhas mais progressistas e de caráter emancipatório da educação ambiental. Por isso, o novo campo da Educomunicação Socioambiental irá atribuir às linhas de educomunicação maior comprometimento com as questões e demandas ambientais, amarrando suas ações aos propósitos da sustentabilidade planetária, por isso atreladas ao exercício de uma cidadania ativa, politizada e transformadora.

Espero que tenham gostado da nossa coluna semanal Educomunicação no jornal Estado Online, um espaço educomunicativo democrático, aberto e participativo. Se você gostou comente, curta, compartilhe e deixe seu comentário. Um grande abraço a todos e até a próxima semana.

Vitor Sousa Cunha Nery

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here