PF apura desvio de dinheiro da merenda escolar no Amapá

merenda escolarA Polícia Federal (PF) realizou na manhã desta terça-feira (31) operação para investigar um suposto desvio de dinheiro destinado à compra de merenda escolar no Amapá. A ex-secretária de Educação do estado Conceição Corrêa Medeiros foi alvo de mandado de condução coercitiva, quando o suspeito é obrigado a ir depor à polícia.

Batizada de Senhores da Fome, a operação da PF contou com a participação do Ministério Público Federal, do Ministério Público do Amapá, da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU).

Os suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção poderão responder na Justiça pelos crimes de peculato (irregularidades cometidas por servidor público), associação criminosa e falsidade ideológica.

De acordo com a assessoria da Polícia Federal, os agentes cumpriram, em Macapá, quatro mandados de prisão temporária, sete de condução coercitiva e 18 mandados de busca e apreensão. Em torno de 120 policiais federais atuaram na operação.

A PF informou que a Senhores da Fome apura a suposta atuação de empresários, diretores de escolas e servidores da Secretaria de Educação do Amapá no esquema de corrupção que teria desviado cerca de R$ 2 milhões dos cofres públicos. A verba deveria ter sido aplicada na compra de merenda escolar para diversos municípios do Amapá.

Os investigadores apontam que o suposto esquema de corrupção deixou, pelo menos, 52 escolas públicas de Macapá sem alimentos da agricultura familiar.

Ainda conforme a PF, no início de 2016, vários diretores assinaram o termo de recebimento dos alimentos sem que tivessem sido entregues às instituições de ensino. Parte das falsas entregas teriam sido feitas no período de férias escolares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here