Corregedorias e Suas Leniências

[dropcap]C[/dropcap]om a prisão do ex-comandante do Batalhão da Polícia Militar de São Gonçalo, Rio de Janeiro, é mais uma demonstração inquestionável de que as Corregedorias das Polícias militar e civil no Brasil, não sabem ou não querem investigar, pois, ao final de uma investigação acurada, concluirão que mais de 80% das transgressões cometidas pelos agentes da lei, tem a conivência direta ou indireta de oficiais e delegados.

Essa afirmação é fácil de ser atestada, ou seja, em quase todas as denúncias feitas nessas Corregedorias, os policiais encontram-se em horário de serviço, seja plantão ou expediente, logo, não é difícil perceber e constatar a condescendência de seus superiores, que nunca comunicam a ausência e faltas de seus comandados, deixando-os livres para praticarem abusos e extorsões, denegrindo ainda mais a imagem das instituições policiais. Diga-se de passagem, os comandantes também sabem e são coniventes com esses crimes, estendidos também as Corregedorias que não diligenciam no sentido de saberem o porquê de não comunicarem as transgressões dos infratores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here