Amizade virtual ou ventriloquia

Nunca foi tão discutido o papel da rede social enquanto desenvolvimento social ou ferramenta para socialização. Porém, se engana quem de fato consegue ser 100% virtual. Os seres humanos foram criados para viver em sociedade, mas essa sociedade global, cibernética, mascara essa necessidade do cara a cara, corpo a corpo. Pode reparar; Quantos amigos você têm na sua rede virtual? E com quantos você realmente já conversou pessoalmente? As pessoas podem dizer o que querem, e amanhã reinventar, curtir, compartilhar… Se enganar. Muitos se escondem atrás dessa falsa vida, uma vida de registros omitidos pelo flash de uma câmera. Mas isso não dura mais do que alguns minutos, entre uma curtida e outra, e quando é pra aparecer de verdade, vai transparecer o que você nunca foi na realidade, fotos bonitas, maquiagem, tudo isso é descartável. Agora me responda mais uma vez… Quantos “amigos” – rede virtual – lhe ligaram ultimamente? Ou, qual foi a última vez que um amigo- rede virtual- lhe ligou? É meus caros, precisamos reinventar nossas relações, pois tristeza e alegrias são facilmente compartilhadas e curtidas, mas, quem de fato se importa?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios