Alarme: doações de sangue caem 50% no Pará

A situação é considerada alarmante quando causa o comprometimento das cirurgias no estado. O Hemopa relata que está extremamente escassa as doações de sangue. Isso causou uma queda na metade do estoque de sangue na Fundação. Em decorrência disso, os hospitais podem optar somente por demandas de urgência e emergência. Com isso as cirurgias chamadas eletivas serão remarcadas para quando normalizar a situação.

A Fundação Hemopa acolhe mais de 200 hospitais em todo o Pará. Segundo a responsável por Doadores, Juciara Farias, a situação ainda está pior quando a necessidade é de plaquetas.

O “Hemopa explica que as plaquetas tem validade diferente dos outros derivados do sangue”.  O maior problema é que a plaqueta possui uma validade somente de cinco dias. Por isso a necessidade de voluntários são constantes.

Por conta dessa baixa no estoque, as instituições estão se mobilizando para doação de sangue. No Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, que atende cerca de 400 transfusões de sangue ao mês. Crianças que fazem radioterapia e quimioterapia têm diminuição das células sanguíneas e, para seguirem com o tratamento, precisam de transfusões de sangue.

Para doar sangue, precisa ter entre 16 e 69 anos (menores devem estar acompanhados do responsável), ter mais de 50 kg, estar a saúde em dia e portar documento de identificação com foto. Os homens podem doar a cada dois meses e as mulheres a cada três meses.

DOE SANGUE

O Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2109, bairro de Batista Campos. As doações também podem ser feitas na Estação Coleta Castanheira, no térreo do Pórtico Metrópole, BR-316, km 1. O horário de funcionamento é de 7h30 às 18h, de segunda a sexta-feira, e de 7h30 às 17h, aos sábados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here